terça-feira, 18 de dezembro de 2007

Noite bacana!


Me lembro muito bem...

Meu pai nos acordava cedo pra irmos a igreja.

E logo de manhã ja rolava um som no três em um !!

A trilha sonora na minha infância lá em casa era...Feliciano Amaral, Luiz de Carvalho e Ozéias de Paula. Até hoje sei cantar o hit "Cem ovelhas"!

Longe de ser astros e ícones da indústria gospel de hoje, esses caras embalavam as casas dos cristãos da época com suas vozes aveludadas.

O que eu achava muito, mas muito estranho eram as capas do discos que já eram antigos qdo eu era criança.

Os ternos dos caras nas capas dos discos, eram i-na-cre-di-ta-veis!!

Providencialmente eu sou o filho mais novo e graças a meus irmãos mais velhos, o caminho foi aberto.

Me lembro quando começaram, a aparecer lá em casa, musicas cristãs meio que abrasileiradas, discos que meu irmão trazia, mas que mudaram totalmente o cenario musical lá de casa. VPC, Ademar de Campos e outros.

Nomes como: Bomilcar, Eduardo e Carlos Sider, Sérgio Pimenta, Janires,Guilherme Ker,Aristeu Pires Junior, João Alexandre, Carlinhos Veiga, Carlinhos Felix e tantos outros, com seus discos, ajudaram muito na construção da minha fé.

To feliz pq recentemente conheci um desses caras que mais admirava nesse lance todo.

É estranho pq quando você acompanha ha muitos anos o trabalho de alguém, parece que você conhece esse alguem ha muito tempo e que esse alguem tb te conhece. É como se fossemos amigos.

Estranho saber que foi a primeira vez que bati um papo com o Jorge Camargo. Tenho, ou ja tive, todos os discos do cara.



Parece que ele sempre esteve lá nos cafés da manhã lá em casa, ou em meus momentos devocionais,onde eu buscava inspiração, com seus salmos e músicas.

O Jorge é uma "fábrica" de fazer boa música. São mais de 300 composições e parcerias só com gente fera. Apresentações em todo o Brasil, EUA, Europa e África.

Não lembro bem, mas uma das primeiras vezes que escutei o Jorge foi no disco "Mensagem" ou se não me engano foi interpretando uma musica que amo muito, chamada "Canção do pastor" do Sérgio Pimeta e Caio Fábio! Depois veio o disco Salmos. Pelo menos essa foi a cronologia pra mim.

Dai pra frente, escutei absolutamente "tudo" dele.

Salmos, Feito o amanhecer,Presença, Intimidade, O chamado, coletaneas e parcerias em discos do VPC. Escutei tudo!




Esse encontro rolou na livraria Saraiva do shopping paulista, numa tarde de autógrafos como Caio onde ele relançou o livro "No divã de Deus".

O Caio, dispensa apresentações. São 115 livros lançados, o cara vendeu quase 4 milhões de livros e o "Divã de Deus" agora relançado foi um dos mais lidos.




Foi uma noite muito bacana.



É bom saber que ainda tem gente séria por aí.