segunda-feira, 29 de setembro de 2008

Bizarrices Evangélicas 18 (Expo - Cristã)





"Qualquer pai, por pior que seja, não pode sonhar em ver um filho montado por outro.

Ele não é um animal", os homens foram feitos para ter "relação sexual de frente" e não de costas.



Trecho da Mensagem de Jorge Linhares na Expo - Cristã !!

No minimo Bizarro, o cara descreveu a cena...urgh!!

Holofotes





Aproximadamente um terço das histórias de Jesus nos evangelhos falam sobre curas físicas.

Sem dúvida foram as curas fisicas que o puseram em evidencia.

As curas foram diversas e não se encaixavam num padrão.

Alguns foram curados de forma instantanea, outros de forma gradual e pelo menos um foi a distância.

Porem, você ja deve ter reparado que "Ele" não fazia "Marketing Eclesiastico" de seus poderes.





Sim Jesus resistiu ao espetáculo e condenou uma "geração má e adultera" que vociferava pedindo sinais.

Marcos registra pelo menos 7 ocasiões em que Jesus instruia a pessoa curada : "Não conte para as pessoas".

Já pensou o estrago que um homem - Deus como Jesus poderia fazer em Roma, Atenas ou Alexandria em sua época?? Imagine a "indústria da testemunholatria" que poderia rolar por aquelas bandas??

Com bonequinhos no melhor estilo "Max Steel" ou como em minha época "Comandos em Ação" ou "Falcom" tipo esse da foto aí.


Fama, cachê, reconhecimento tudo "para a glória do pai"!

Um grande negócio! Um forte cheiro de enxofre!!












Seus irmãos pediram para ele se concentrar em Jerusalém capital de Israel, sabe como é, dá mais ibope.

Porem ele se dedica a periferias e cidades sem importancia. Foge dos holofotes. Igual fez no deserto.



Não confiava nas multidões e na opnião pública, não queria projetores afinal Ele mesmo disse: "Meu reino não é deste mundo ".


E por falar em grana, e buzzines gospel, parece que Jesus e seus seguidores mal das pernas.


Isso porque pra pagar um imposto Jesus teve que fazer "um milagre" fazendo o dinheiro aparecer na boca de um peixe pescado por Pedro!!



Lembrei-me agora da declaração de um certo bispo de uma comunidade, dessas que gostam e quebrar maldições, um que é deputado federal.

Ele declarou em uma revista evangélica que "Jesus foi rico" !!


Era tão rico que a unica vez em que escolheu não andar a pé, teve que descolar uma jumentinha "emprestada".



Como disse Luiz Gonzaga: "Quem é rico anda em burrico, que é pobre anda a pé"!



Propostas com cheiro de enxofre atraem cada vez mais os que se dizem seus seguidores.




Mas Ele nunca. Ele continua o mesmo.


Que bom.

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

Sem acepção !!

Banco Imobiliario "Gospel"!!



Clique para ampliar !

Agora você já tem um bom motivo para matar o culto no domingo.

O novo Banco Imobibliário trás o universo evangelical como tema, para agradar crentes e pagãos.

Você pode jogar com sua família, vizinhos ou mesmo na sua Koinonia (aqueles grupos que alguns chamam de Célula; Pequeno-grupo... Na verdade um segregamento natural de pessoas de uma comunidade que pensam mais ou menos do mesmo jeito.

Os mais maldosos chamariam de panelinhas... Mas isso não importa).

As regras são as mesmas do jogo que você já conhece, com exceção dos valores, que é pago ao banqueiro em porcentagem do salário (renda bruta).

O objetivo também é possuir o monopólio do mercado imobibliário.

Não recomendável a crianças pequenas por possuir “peças” que poderão ser “engolidas”.

Boa diversão!

Wilson Tonioli, no blog Verticontes.

sexta-feira, 5 de setembro de 2008

O arado, uma fobia!

E Jesus lhe disse: Ninguém, que lança mão do arado e olha para trás, é apto para o reino de Deus." (Lucas 9 : 62)




Sim...ja temi muito esse texto. E se que muitos ainda o temem.


Já me preocupei demais com ele.


Hoje sei que o "arado" mencionado aqui, nada tem a ver com “empregos voluntários na igreja” [que é o que as pessoas chamam de “ministério”], e não tampouco com a manutenção dos compromissos conforme a agenda de “reino de Deus da igreja”.



Botar a mão no arado e olhar para trás foi o que fizeram, por exemplo, aqueles aos quais a epístola aos Hebreus foi destinada — eles haviam olhado para trás, e estavam voltando à Lei e às obras mortas na Cruz; daí a epístola ser tão forte como é.



Botar a mão no arado e olhar para trás é deixar a Graça, é não confiar no Evangelho, é descrer de Jesus...

O resto é invenção.

Disse acima que "hoje sei" porque houve uma época em que não sabia e ja me senti estar sem forças para nada, com a alma tremula, com insegurança e medos indizíveis.



Hoje quero apenas viver para Deus, não para os homens; e servir a Deus no próximo, qualquer próximo.

Afinal só Jesus sabe quem botou a mão no arado e olhou para trás.!

quinta-feira, 4 de setembro de 2008

quarta-feira, 3 de setembro de 2008

O inicio de tudo !




Fazem uns... onze ou doze anos, não me lembro bem, sou péssimo pra datas.

Estava sentado na arquibancada do ginásio assistindo o expresso luz, de Carlinhos Veiga passar o som, e se preparar para a reunião daquela noite.

Eu, um garotão paulistano, familiarizado com as guitarras e os shows de Rock, fui sutil e irreversivelmente seduzido por aquele som bem brasileiro, que vinha daquelas violas e flautas.

Tava de boa, sozinho sentado lá, no Sesc de Guarapari no Espírito Santo, ouvindo as musicas. E sem avisos “Ele” chegou.

Surpreendeu-me, comecei a sentir meu coração derreter dentro de mim, me senti feliz sentia uma alegria que não cabia em mim, repentinamente todas minhas inadequações, opressões e legalismos sumiram.

Sentimentos muito maiores do que eu, sensações que a razão não explicava e minha alma adolescente foi anfitriã de uma festa de Deus.

Era como se eu não o conhecesse e agora “Ele” estava se apresentando a mim. Sem avisos, assim na hora.

O dia em que “eu” o conheci. O dia em que “Ele” se tornou “meu” Deus.

A noite foi espetacular. Escutei o Rev. Caio pregar uma mensagem, onde descobri o que “Ele” queria de mim.

A noite em que decidi seguir Jesus e ser parecido com Ele.

A primeira noite em que não dormi.
Pensando nele!



De lá, pra cá...muita coisa rolou!

Hoje, continuo querendo segui-lo, mas sem a obrigatoriedade de manter-me sempre coerente ou me adequar as expectativas de fariseus de plantão.

Hoje quero segui-lo sem discursos idealizados, e nem quero papagaiar conceitos de livros de teologia sistemática que nada tem a ver com os dramas humanos, inclusive os meus.

Hoje quero segui-lo sem as cobranças impiedosas dos que só desejam me usar, sem amizades pontuais e interesseiras, é assim que vou viver.

Mesmo sendo como eu sou quero segui-lo, porque apesar disso, Ele continua sendo quem Ele é. Não há méritos, só graça, e essa graça Dele é mais do que suficiente pra mim.

Hoje, tento não esquecer aquele dia.

Sei que essa aventura de segui-lo vai me consumir pela vida.
É assim que quero viver.