quarta-feira, 30 de julho de 2008

Deus, a tardezinha no parque!




O Engomadinho estava totalmente alheio e indiferente ao espetáculo de cores a sua volta. Como podia não estar enxergando ??

Eu explico!

Outro dia Deus me presenteou.

Sim enxerguei como poucas vezes sua presença e beleza num por de sol num parque.

Fiz uma breve e despretensiosa caminhada na beira do lago, quando sentindo a brisa suave da tarde que soprava; repentinamente meus olhos foram abertos pra uma outra realidade.

De uma hora pra outra fiquei emocionado quando olhava pra tudo em minha volta.

As pipas no ar, a molecada correndo, os patos no lago, o pipoqueiro, as pessoas conversando animadamente, as mães com as crianças...pensei: - Quanta vida, quanta cor, Deus ta aqui !


Em segundos, lembrei-me de como minha alma ja foi meio criança e simples e em algum momento foi varrida em razão de um sentimento de pseudocomplexidade


Existe uma maneira de descomplicar? Há um caminho de volta a simplicidade?


A tarde no parque me mostrou como Deus é simples.

Ele sempre começa pelo fim.
Em Genesis o dia começa com a tarde e termina com a manhã: " E foi tarde e manhã do primeiro dia"...o sol se põe, mais um dia se inicia.

O fim é o lugar do começo.

Deus está no entardecer.

No parque, no jardim, no lago, no playground,na mesinha de xadrez dos velhinhos,nas manifestações de humanidade da vida, no crepusculo e entardecer da vida.


De repente passei por ele, o sujeito engomadinho estava lá, empoleirado em cima de uma pedra com terno e gravata pretos, pregando pra uma camera um discurso rispido, de cara amarrada ele não percebia a vida de Deus naquela tarde, tava ocupado demais fazendo ameaças de maldições e falando do inferno pra camera, era só olhar e ver que a figurinha destoava absurdamente do cenário do entardecer.



Tive dó de quem iria assisti-lo, a religião é assim mesmo. Indiferente e nada horizontal.


Continuei minha caminhada curtindo aquela brisa de Deus e pedindo que ela soprasse tambem sobre minha alma trazendo luz candente sobre esse meu báu fechado e mofado, brisa reconfortante que refrigera minha psique e interioridade.

Tomara que essa tarde seja um novo dia que se inicia pra mim.

3 comentários:

Giovana disse...

Gosto muito dos textos de "outros q vc coloca aqui, mas gosto ainda mais qdo vc escreve.
Estes lapsos q temos em perceber a natureza e as criações do nosso Deus é bom ser colocada no papel ou no PC. Nós a percebemos (pelo menos os sensíveis) e se não anotarmos tudo, estas coisas se vão. Vc disse no texto q entrou em uma outra realidade. Acho q só temos uma realidade: - as coisas que Deus criou, e elas estão aí....as crianças brincando nos parques, o por-do-sol e a lua cheia, a maré cheia e linda e os passaros de cores exoticas....a chuva e até mesmo o temporal são bonitos, tudo isso a olho nú. A gente vê mas não enxerga. Acho q se a gente tivesse sempre esta visão de Deus em tudo viveriamos emocionados. Precisamos de um equilibrio né.
Bjinhos amor.

Wilcomjc disse...

Maldita Religião, se não tomar cuidado ela rouba-nos a sensibilidade!
Deus lhe abençõe meu querido, ótimo texto, profunda reflexão!
Abraços!
Quando puder visite: www.celebraii.blogspot.com

freefun0616 disse...

酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店經紀,
酒店打工經紀,
制服酒店工作,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
專業酒店經紀,
合法酒店經紀,
酒店暑假打工,
酒店寒假打工,
酒店經紀人,
菲梵酒店經紀,
酒店經紀,
禮服酒店上班,
酒店小姐兼職,
便服酒店工作,
酒店打工經紀,
制服酒店經紀,
酒店經紀,

,